SportsManaus
FUTEBOLFUTEBOL NACIONALSÉRIE A

Com show de Cano, John Kennedy e Lelê, Fluminense vence o América-MG na estreia do Brasileirão

Da redação do Sports Manaus, com informações – LANCE! – Guilherme Xavier -15/04/2023 – 18:02 – Rio de Janeiro (RJ)

Tricolor começa bem a caminhada na busca pelo quinto título da liga nacional de sua história

Foto: Marcelo Gonçalves/FFC

Fluminense não tomou conhecimento do América-MG, em Belo Horizonte, e venceu por 3 a 0, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols do Tricolor foram marcados por Germán Cano, sempre ele, John Kennedy e Lelê, trio que deu show no triunfo. Pelo lado americano, o goleiro Cavichioli foi o grande destaque. 

Com o resultado, o Tricolor das Laranjeiras assume a liderança do Brasileirão, enquanto o América-MG fica na lanterna. Na próxima rodada, o Fluminense vai enfrentar o Athletico Paranaense, no próximo sábado (22), no Maracanã. O Coelho, por sua vez, visita o São Paulo, no mesmo dia, no Morumbi. 

JOGO COMEÇA ABERTO

Nos 10 primeiros minutos, América-MG e Fluminense protagonizaram um jogo repleto de oportunidades. Gabriel Pirani, logo no minuto um, saiu cara a cara com o goleiro após belo passe de Lima, mas ficou na defesa de Cavichioli. O time mineiro também assustou depois de erro na saída de bola e finalização de Juninho. Grande intervenção de Fábio, que também não deixou o chute de Everaldo entrar. 

Aliás, os erros na saída de bola do Fluminense foram a sina do primeiro tempo. O Tricolor, que costuma cuidar muito bem da bola, pecou nos passes com Cano, André e Nino, gerando finalizações ao América-MG. 

JOGO PERDE INTENSIDADE COM FALTAS

Apesar do grande início, o duelo começou a ficar mais pegado e poucas chances foram criadas no fim do primeiro tempo, embora o América tenha ido para os vestiários em momento mais interessante. No entanto, o Coelho “bateu” muito mais e, em determinado momento do duelo, chegou a ter 11 faltas cometidas a mais do que o Flu.

CANO: DO INFERNO AO CÉU

Assim como o primeiro tempo, o duelo voltou com tudo do intervalo e, rapidamente, o Fluminense teve a chance de abrir o placar em pênalti sofrido por John Kennedy, aos dois minutos. No entanto, Germán Cano voltou a desperdiçar uma cobrança pelo Tricolor. A batida até foi firme, mas carimbou o travessão de Cavichioli. 

No entanto, menos de cinco minutos depois, Cano não perdoou. A jogada do Fluminense foi de almanaque, de pé em pé, até Samuel Xavier encontrar o argentino livre, no meio da defesa. E dali, ele não perdoa: drible no goleiro e toque sutil para o fundo da rede. A equipe de Diniz, superior neste início de segundo tempo, abria o placar. 

JOHN KENNEDY: O MELHOR DO FLU

Desde o primeiro tempo, John Kennedy vinha sendo um destaque positivo para o Fluminense. O atacante, que retornou da Ferroviária a pedido de Fernando Diniz, iniciou a jogada e tocou para Germán Cano. O camisa 14 achou Lelê, que carregou e devolveu a bola, de maneira açucarada, para o Moleque de Xérem, e ele não perdoou. Aos 14 minutos, o Tricolor ampliava a vantagem. 

LELÊ COMPLETA A FESTA

Mesmo depois de marcar e abrir vantagem, o Fluminense não tirou o pé e acumulou grandes chances, sempre parando em Cavichioli, disparado o melhor do América-MG em campo. No entanto, o goleiro americano não teve chances com Lelê. O ex-Volta Redonda recebeu passe de Paulo Henrique Ganso, limpou a defesa e, aos 26 minutos, ampliou a chuva de gols no Estádio Independência. 

O tento foi o primeiro de Lelê com a camisa do Fluminense e gerou grande celebração, especialmente de Fernando Diniz. Com o placar assegurado, o Tricolor apenas administrou o restante da partida e, sob gritos de “olé” da torcida, confirmou os primeiros três pontos no Brasileirão. O resultado é uma confirmação de que o Tricolor chega para brigar pelo título da competição. 

FICHA TÉCNICA
AMÉRICA MINEIRO 0 X 3 FLUMINENSE

Estádio: Independência, Belo Horizonte (MG)
Data e hora: 15 de abril, às 16h (de Brasília)
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC/FIFA)
Assistentes: Thiaggo Americano Labes (SC) e Gizeli Casaril (SC)
Árbitro de vídeo: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN/FIFA)
Renda/Público: Não divulgados

Gols: Germán Cano (FLU – 6’/2T), John Kennedy (FLU – 14’/2T) e Lelê (FLU – 26’/2T)

Cartão amarelo: Vitor Mendes (FLU), John Kennedy (FLU); Iago Maidana (AME), Éder (AME), Nino Paraíba (FLU)
Cartão vermelho: Não houve.

AMÉRICA MINEIRO (Técnico: Vagner Mancini)

Matheus Cavichioli, Nino Paraíba, Éder, Maidana (Ricardo Silva – 17’/2T) e Marlon; Alê, Juninho e Emmanuel Martinez (Lucas Kal – 27’/2T); Felipe Azevedo (Matheusinho – 23’/2T), Everaldo (Adryson – 17’/2T) e Henrique Almeida (Wellington Paulista – 17/2T).

FLUMINENSE (Técnico: Fernando Diniz)

Fábio, Samuel Xavier, Nino (David Braz – 33’/2T), Vitor Mendes e Alexsander (Guga – 1’/2T); André, Lima, Paulo Henrique Ganso (Thiago Santos – 33’/2T) e Gabriel Pirani (Lelê – 1’/2T); John Kennedy e Germán Cano (Keno – 32’/2T).

 

Outras postagens...

Em apresentação, técnico do Parintins diz que tem o time quase certo para a estreia: “Duas posições estão ainda em definição”

Paulo Rogério

Desfalcado, Rio Negro empata com Tarumã na estreia pelo Amazonense da Série B

Paulo Rogério

“Quem joga no 3B é para ganhar”, define técnico Hugo Duarte sobre a estreia com Botafogo-PB pelo Brasileiro Feminino

Paulo Rogério

Leave a Comment

Este site usa cookies. Isto é necessário para que sua navegação seja mais eficiente. Não coletamos nenhum dado pessoal do seu navegador. Entendi! Leia mais...