SportsManaus
FUTEBOL AMAZONENSE

No Arruda, Manaus quebra invencibilidade do Santa Cruz e segue na briga por vaga na Série C

Foto: Twitter / Rafael Melo / Santa Cruz

Após três empates consecutivos quando teve a chance de vencer, o Manaus finalmente conquistou uma vitória importante diante do Santa Cruz por 2 a 1, com dois gols de Hamilton, pelo Campeonato Brasileiro da Série C. O resultado deixa o Gavião do Norte, dentro do G4, na quarta colocação, com 23 pontos e na luta por uma vaga na próxima fase. A partida pela 16ª rodada, foi realizado na noite deste sábado, no Estádio do Arruda, em Recife.

Pela penúltima rodada, o Manaus joga em casa com o Remo, no sábado, 28/11, às 18h (19h de Brasília), na Arena da Amazônia, na capital amazonense. Já o Santa Cruz, enfrenta o Jacuipense-BA, na segunda-feira, 30/11, às 19h (20h de Brasília), no Estádio do Pituaçu, em Salvador.

Jogo

O jogo começa bem movimentado, mas com poucas chances de ataque criadas de ambos os lados. Aos 12 minutos, o Manaus chegou com Márcio Passos na entrada da grande área, mas não aproveitou e chutou por cima do gol de Maycon Cleiton.

O Gavião do Norte não se importou com o adversário e saiu para o jogo. Aos 19 minutos, após uma cobrança de falta por Philip, a bola bate na barreira e na sobra Gilson chuta por cima da meta e perde uma boa chance de levar perigo ao gol do adversário.

O Manaus continua jogando um pouco melhor em relação ao Santa Cruz. Aos 27 minutos, pela direita Philip passa pelo marcador e passa para Janeudo, que bate forte e a bola explode nas redes pelo lado de fora.

A Cobra Coral até que articulava as jogadas para chegar com mais perigo a meta de Gleibson. Aos 31 minutos, de frente para a meta, Lourenço na hora de bater, é brecado pela zaga do Manaus que tira o perigo de gol. Aos 34 minutos, novamente Lourenço na entrada da área chuta, mas a bola passou perto da trave do Gavião.

O Santa Cruz no final do primeiro tempo, começou a pressionar um pouco mais. Aos 42 minutos, pela direita Lourenço cruza e Pipico de cabeça quase marcou, mas Gleibson se esticou e salvou a meta do Manaus. No final, outra boa chance do Santa. Na cobrança de falta, Lourenço bate no canto, mas o goleiro defende.

Mal começou o segundo tempo e o Santa Cruz, já chegou deixando seu recado. Aos dois minutos, na troca de passes entre Pipico e Paulinho, este chuta na entrada da grande área, mas para fora.

Aos 11 minutos, saiu o primeiro gol do Manaus. Pela esquerda, boa jogada individual de Gabriel Davis, que chuta cruzado, o goleiro do Santa rebate e na sobra bem colocado, Hamilton apenas toca para marcar, 1 a 0.

Em desvantagem no placar em casa, a Cobra Coral saiu em busca do empate. Aos 13 minutos, pela esquerda Leonan chuta rasteiro, mas o goleiro Gleibson faz a defesa sem dificuldades.

Não demorou muito e o Gavião do Norte marcou o segundo gol. Aos 20 minutos, Edvan cobra tiro de canto na área, Luís Fernando toca de cabeça e a bola mais uma vez sobra para Hamilton, bem colocado para balançar as redes do Santa, 2 a 0.

Aos 38 minutos, o Santa Cruz de bola parada chegou ao seu primeiro gol. Chiquinho bate forte, a bola acaba desviando no jogador do Manaus e tira o goleiro Gleibson do lance, 2 a 1.

Após o gol, o Santa Cruz se lançou de vez ao ataque. Aos 41 minutos, pela direita Totty avança e cruza para Perí, que chuta e quase marcou o gol de empate. Aos 43 minutos, nova chance do Santa. A zaga tira mal e Lourenço bate próximo da meta de Gleibson.

Ficha técnica:

Jogo: Santa Cruz 1×2 Manaus

Motivo: Campeonato Brasileiro da Série C – 1ª fase/ Grupo A/ 16ª rodada

Local: Estádio do Arruda – Recife/PE

Horário: 18h (19h de Brasília)

Público:

Renda:

Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (SP)

Árbitros Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho (SP) e Herman Brumel Vani (SP)

Gol: Hamilton11min 2ºt e 20min 2ºt (Manaus) e Chiquinho 38min 2ºt (Santa Cruz)

Advertências: Gilson (Manaus) e William Alves, Perí, Lourenço (Santa Cruz)

Expulsão:

Santa Cruz: Maycon Cleiton, Toty, Danny Morais, William Alves, Leonan (Perí), Bileu, André (Tinga), Jeremias (Jáderson), Lourenço, Caio Mancha (Chiquinho) e Pipico. Técnico: Marcelo Martellote.

Manaus: Gleibson, Edvan, Luís Fernando, Patrick, Tsunami, Márcio Passos, Gilson (Carrilho), Gabriel Davis, Janeudo, Philip (Matheuzinho) e Hamilton (Paulinho Simionato). Técnico: Luizinho Lopes.

 

Outras postagens...

Com quase 50 mil na Arena da Amazônia, Amazonas vence o Botafogo-PB, garante acesso à Série B e decide o título da Série C com Brusque-SC

Paulo Rogério

Fast empata com Nacional e decide primeiro turno com Penarol

Paulo Rogério

Com uma preparação bem planejada, técnico do Audax acredita no diferencial contra o Flamengo: “A gente aposta muito nessa questão”

Paulo Rogério

Leave a Comment

Este site usa cookies. Isto é necessário para que sua navegação seja mais eficiente. Não coletamos nenhum dado pessoal do seu navegador. Entendi! Leia mais...