SportsManaus
FUTEBOLFUTEBOL AMAZONENSE

Amazonas empata com o Nacional sem gols e disputa pela primeira vez a final do Campeonato Amazonense

Com pouco mais de dois anos de fundação, a Onça-pintada faz história no futebol amazonense na final do estadual.

Com o placar agregado, quando venceu a primeira partida por 1 a 0, e agora o empate sem gols contra o Nacional, o Amazonas pela primeira vez chega na final do Campeonato Amazonense da Série A. Com a melhor campanha na fase classificatória, a Onça-pintada fez uma grande festa, na tarde deste sábado (1º), no Estádio Carlos Zamith, zona Leste da cidade. A equipe vive a expectativa de ser debutante no Brasileiro da Série C, que começa na primeira quinzena de maio.

Com a vaga na decisão, o Amazonas com o resultado ainda ajudou Princesa do Solimões e Manauara, que garantiram presença no Brasileiro da Série D de 2014. Com o presente ofertado pela Onça, o Tubarão do Norte e o Robô, vão entrar em campo para jogar a primeira partida da semifinal, neste domingo, 2/4, às 15h30 (16h30 de Brasília), no Estádio Gilberto Mestrinho, o Gilbertão, na cidade de Manacapuru (a 80 km da capital). O confronto de volta, será no sábado, 8/4, às 15h30, no Carlos Zamith.   

Jogo

O Amazonas com um simples empate garantia a vaga em uma final inédita. Já o Nacional, precisava de dois gols para chegar em mais uma decisão. O primeiro lance de perigo veio aos sete minutos da Onça-pintada. De frente para a meta, Xavier bateu de canhota e a bola passou à esquerda do goleiro Jonathan.

Aos nove minutos, foi a vez do Naca chegar. Tiro de canto pela direita com Jô na área, o zagueiro Davy subiu mais alto e cabeceou por cima da meta do Amazonas.   

Com um time melhor tecnicamente, a Onça subiu com perigo e quase abriu o marcador. Aos 22 minutos, Xavier bateu uma falta frontal, a barreira abriu e a bola passou por baixo. O goleiro Jonathan teve que se esticar todo para fechar o gol e colocar a bola pela linha de fundo.

O lance mais polêmico de toda partida, aconteceu aos 25 minutos. Pela esquerda, Ceará em jogada individual tenta o drible em dois jogadores do Amazonas, mas é brecado pelo volante PH, que toca no jogador com o pé fora da área e na sequência o atacante do Naça cai dentro da área. Os jogadores do Leão da Vila Municipal pressionaram o árbitro Antônio Carlos Pequeno Frutuoso, que não assinalou pênalti na jogada.  

Segundo tempo

O segundo prometia muitas emoções e o finalista do campeonato. Aos seis minutos, a Onça chegou pela primeira vez com perigo. Em uma jogada individual, Luan Santos passou por dois marcadores, mas chutou por cima da meta de Jonathan e perdeu uma grande chance de marcar.  

Com uma boa vantagem, o Amazonas retornou melhor e aproveitando as subidas do adversário, que precisava vencer por dois de diferença. Aos 11 minutos, Miliano sobe pela esquerda, cruza na área para Rafael Tavares, que chutou por cima da meta do goleiro do time azulino.

Aos 13 minutos, o Naca criou uma boa chance de abrir o marcador. Pela esquerda, Kiko lança na área para Ceará, que divide a bola com o goleiro Jonathan e quase marca.

Aos 31 minutos, o Leão chegou pela esquerda com Pedro Augusto. O atacante passou para Rony na área, que sem ter muito espaço tocou de calcanhar, mas sem muita força nas mãos do goleiro Fabian Volpi.  

Buscando o primeiro gol, o Naca partiu pra cima do seu adversário. Aos 36 minutos, pela direita Rony avançou e bateu forte no canto esquerdo do goleiro Fabian Volpi da Onça-pintada 

Ficha técnica:

Data: 01/04/2021 – sábado

Motivo: Campeonato Amazonense da Série A – Semifinal / Jogo de volta

Jogo: Amazonas FC 0x0 Nacional FC

Local: Estádio Carlos Zamith – Manaus-AM

Horário: 15h30 (16h30 de Brasília)

Renda: —

Público pagante: —

Árbitro: Antônio Carlos Pequeno Frutuoso

Árbitros Assistentes: Whendell Saraiva da Silva e Kennedy Ramos Lucas

Gols: —

Advertências: —

Expulsão: —

Amazonas: Fabián Volpi, Yuri Ferraz, Thiago Spice, Alisson, Renan Castro, PH, Laercio, Xavier, Rafael Tavares, Luan Santos e Miliano. Técnico: Rafael Lacerda.

Nacional: Jonathan, Jô, Paulinho, Davy, Gilmar, Paulão, Ceará, Hítalo, Léo Aquino, Daniel Passira e Érico Júnior. Técnico: Wellington Fajardo.

 

 

 

 

Outras postagens...

Pela 5ª rodada do Amazonense, Princesa sai na frente, mas Manaus empata nos acréscimos em 1 a 1

Paulo Rogério

Trio da base é promovido ao elenco profissional

Paulo Rogério

Em reunião, clubes e federação definem ajustes do estadual, mas o início depende da confirmação da data, local e horário do Rio-Nal

Paulo Rogério

Leave a Comment

Este site usa cookies. Isto é necessário para que sua navegação seja mais eficiente. Não coletamos nenhum dado pessoal do seu navegador. Entendi! Leia mais...