SportsManaus
FUTEBOLFUTEBOL AMAZONENSEFUTEBOL NACIONALSÉRIE B

Com bola na trave, atuações pífias e gols perdidos, Amazonas é superado pela Chapecoense em casa na Série B do Brasileiro

Foto: Agência Sports Manaus

Com chances perdidas, bola na trave, atuações pífias e falta de pontaria, o Amazonas FC deixou de fazer o dever de casa e perdeu para a Chapecoense de 1 a 0, gol do zagueiro Bruno Leonardo, ainda no primeiro tempo, pelo Campeonato Brasileiro da Série B. Válida pela 10ª rodada, o confronto aconteceu na noite desta quinta-feira (13), no Estádio Carlos Zamith, zona Leste da capital.

Classificação

No segundo jogo seguido em casa, o Amazonas perdeu a chance de somar mais três pontos e caiu na tabela, ficando em 13º lugar, com 11 pontos.

Rodada

Pela 11ª rodada, o Amazonas sai para encarar o Novorizontino, na terça-feira, 18/6, às 20h (21h de Brasília), no Estádio Jorge Ismael de Biasi, em Novo Horizonte.

Jogo

Precisando da vitória, o Amazonas começou em cima do seu adversário. Aos quatro minutos, pela direita, Ênio passou para Rafael Tavares na meia dieta, que bateu de canhota no canto direito do goleiro da Chape.

Aos nove minutos, a Onça-pintada perdeu uma grande chance de abrir o marcador. Da defesa, Ênio saiu em disparada, passou para Matheus Serafim na entrada da grande área, que chutou para fora e perdeu o gol.

Depois de algum tempo sem chegar ao ataque, aos 17 minutos, a Chape chegou com perigo. Depois de um lance, que saiu da direita para o outro lado na grande área, Carvalheira de voleio chutou, mas o goleiro Marcão bem colocado fez a defesa. 

A Chapecoense quando subia, fazia com perigo. Aos 29 minutos, pela esquerda, Mancha tocou para Foguinho de frente para a meta, mas não aproveitou o lance e chutou por cima do gol da Chape.

Segundo tempo

A etapa complementar seria tudo ou nada para o Amazonas definir os três pontos em casa. Mas aos nove minutos, foi a Chape que chegou na área. Falta pela direita, Carvalheira cobra na área e Habrão cabeceou praticamente sozinho, mas o goleiro Marcão defendeu.

Aos 13 minutos, foi a vez da Onça assustar o goleiro Cavichioli. Pela direita, Patrick cruzou na área, a bola passou por Ênio e na sobra Matheus Serafim de frente para a meta, chutou por cima e perdeu a chance de marcar.  

O Amazonas continuava pressionando para marcar o primeiro gol. Aos 20 minutos, pela esquerda, Matheus Serafim cruzou rasteiro na pequena área, mas Sassá perdeu o tempo da bola e o gol feito.  

A Onça perdeu as chances de marcar, mas a Chapecoense não desperdiçou. Aos 21 minutos, tiro de canto pela direita e no segundo pau, o zagueiro Bruno Leonardo de cabeça balançou as redes do Amazonas, 1 a 0.

Aos 46 minutos, quase a Onça empatou. William Barbio bateu o tiro de canto pela direita no primeiro pau e o zagueiro Diogo Silva cabeceou no travessão. 

Ficha técnica:

Data: 13/06/2024 – quinta-feira

Motivo: Campeonato Brasileiro da Série B – 10ª rodada

Jogo: Amazonas FC 0x1 Chapecoense

Local: Estádio Carlos Zamith – Manaus/AM

Horário: 20h (21h de Brasília)

Renda: R$ 40.740,00

Público pagante: 1.222

Público presente: 6.752

Árbitro: Murilo Ugolini Klein (PR)

Árbitros Assistentes: Sidmar dos Santos Meurer (PR) e Wagner Junior Bonfim Ledo (PR)

Gol: Bruno Leonardo 21min 2ºt (Chapecoense)

Advertências: Diego Torres, Marcão e Diogo Silva (Amazonas FC) e Giovanni Augusto, GP Galvão e João Paulo (Chapecoense)

Expulsão: Giovanni Augusto (Chapecoense)

Amazonas FC: Marcão, Patrick, Ivan Alvariño, Diogo Silva, Fabiano, Luís Felipe (Matheusinho), Diego Torres (Cauan Barros), Ênio, Rafael Tavares (Bruno Lopes), Matheus Serafim (William Barbio) e Sassá (Jô). Técnico: Rafael Lacerda.

Chapecoense: Caviochioli, GP Galvão (Marcelinho), Hanraão, B. Leonardo, Mancha, Foguinho (João Paulo), Auremir (Tarik), Carvalheira, G Augusto, Marcinho (Maílton) e Thayllon (Régis). Técnico: Umberto Louzer.

 

 

 

 

 

Outras postagens...

Com pênalti perdido, Princesa e Manauara empatam em 0 a 0 na Colina

Paulo Rogério

Em casa, Penarol elimina o Fast Clube e garante vaga na próxima fase da Série D

Paulo Rogério

No clássico Pai e Filho, Fast marca no final e vence de virada o Nacional por 2 a 1

Paulo Rogério

Leave a Comment

Este site usa cookies. Isto é necessário para que sua navegação seja mais eficiente. Não coletamos nenhum dado pessoal do seu navegador. Entendi! Leia mais...