SportsManaus
FUTEBOLFUTEBOL AMAZONENSE

Em casa na Copinha, e com estreia diante do Fast, técnico da Matonense diz: “O fator casa nos ajude e prevaleça”

O time do Águia Azul joga em casa, mas além do objetivo de chegar longe na Copa e revelar bons jogadores

 Foto: Reprodução

Jogando em casa e com grande possibilidade de ir muito longe na 52ª Copa São Paulo de Futebol Júnior 2022, a Matonense, joga em seus domínios pelo grupo 6, contra o Fast Clube-AM, Fluminense e Jacuipense-BA. O Águia Azul estreia diante do Tricolor de Aço, no dia 4 de janeiro, às 12h (13h de Brasília), no Estádio Dr. Judson Buck Ferreira, na cidade de Matão, no interior de São Paulo.

Vice campeão pelo sub-23 da Bezinha paulista, o técnico Gilmar Batista, 51 anos, afirmou que o grupo é bastante difícil e equilibrado, mas o trabalho desde a segunda quinzena de novembro, vem sendo realizado para o time conquistar bons resultados em campo.

– A gente sabe que é um grupo bastante difícil e equilibrado. Vamos tentar fazer com que o fator casa nos ajude e prevaleça. A gente sabe que todos os grupos tem uma equipe considerada grande, e que vem com o objetivo diferente. Algumas com o objetivo de revelar alguns atletas e outras entram na competição para ganhar – comentou ao SPORTS MANAUS, mas ainda frisou.

– O Fluminense é uma delas. A equipe tem uma grande categoria de base, tem revelado bons atletas para o futebol mundial e nacional. A gente espera que o Fluminense venha com uma equipe forte, mas independe disso temos que respeitar os outros adversários. Assim como o Fluminense, os três concorrentes do grupo têm o mesmo objetivo de buscar a classificação – disse.

Ciente de que tem pela frente três desafios na fase classificatória, o comandante da Matonense, acredita que o grupo tem potencial para buscar não apenas a vaga, alcançar resultados expressivos, mas principalmente revelar bons jogadores para o futuro.

– O objetivo de toda equipe que disputa uma competição é procurar ir mais longe possível. O objetivo da Matonense também é esse. Além do objetivo de passar de fase, a Matonense tem o objetivo de revelar alguns atletas para que possam servir a equipe profissional – completou o treinador, mas ainda afirmou.

– O time subiu de divisão este ano, mas tem bons atletas e jogadores. A gente espera que esse grupo que montamos do sub-20 possa incorporar. O nosso objetivo é passar de fase, mas dentro da medida do possível, é levar o atleta e colocá-los em uma equipe principal. Essa é a grande meta da Matonense – concluiu Gilmar.

 

Outras postagens...

Após 20 anos, João Carlos Cavalo volta a comandar o Nacional, mas pela primeira vez na Série D e diz: “Vou procurar fazer o melhor”

Paulo Rogério

Com gol de Railson no final, Penarol vence o GAS-RR na estreia fora pela Série D

Paulo Rogério

Botafogo vence o líder Coritiba no Couto Pereira e dorme no G4 da Série B do Brasileiro

Paulo Rogério

Leave a Comment

Este site usa cookies. Isto é necessário para que sua navegação seja mais eficiente. Não coletamos nenhum dado pessoal do seu navegador. Entendi! Leia mais...