SportsManaus
FUTEBOL FUTEBOL AMAZONENSE

Técnico do Brasil-RS lamenta estreia sem torcida na Série C com Manaus, mas diz: “Em casa é importante vencer”

Brasil de Pelotas estreia em casa, mas sem a presença de público no Estádio Bento Freitas

Foto: Volmer Perez/GEB

Com uma boa campanha no competitivo Campeonato Gaúcho, o Grêmio Esportivo Brasil, rebaixado ano passado no Brasileiro da Série B, quer fazer o caminho de volta na Série C deste ano. Para conquistar seu objetivo, o Xavante tem pela frente no primeiro desafio o Manaus, nesta segunda-feira, 11/4, às 19h (20h de Brasília), no Estádio Bento Freitas, na cidade de Pelotas, no interior do Rio Grande do Sul.  

Com um trabalho vitorioso no acesso à Série B de 2020 pelo Brusque, o técnico Jerson Testoni, 41 anos, no comando do Brasil de Pelotas, desde o ano passado, aprova o novo formato de disputa, mas afirma que vencer em casa é fundamental, mas não considera algo necessariamente obrigatório.

Treinador realizou uma boa campanha com a equipe no Gauchão chegando as semifinais (Foto: Volmer Perez/GEB)

– A forma do campeonato, eu acho mais justa, mas a gente não trabalha com essa situação. Claro, que todo jogo em casa é importante, a gente vencer para pontuar. Agora nós temos nossos objetivos dentro da competição como número de metas e pontos. Independentemente de jogar dentro ou fora, vamos ter que buscar a vitória – comentou ao SPORTS MANAUS.

Além da preocupação da estreia no Brasileirão, outro fator que deixou o comandante do Xavante triste, foi a punição imposta pelo STJD de proibir a presença de público no estádio. Para ele, o calor dos torcedores das arquibancadas vai fazer falta.

– Essa de estrear sem a torcida, realmente nos prejudicou. Dentro da nossa casa com o torcedor presente, a gente se torna muito forte, mas infelizmente isso aconteceu e vamos ter que cumprir. Mesmo assim, a gente tem que superar também essa adversidade, enfim, a gente vai tentar jogar da mesma forma, impor o ritmo para fazer um resultado positivo diante da forte equipe do Manaus – alertou, mas afirmou que a campanha no estadual foi importante para a sequencia da temporada no Brasileirão.

– Conseguimos fazer um bom campeonato gaúcho, foi uma competição muito difícil, equilibrada, onde a gente chegou muito próximo da final. Quando se mantem a base é muito importante, apesar de termos pedidos alguns jogadores muito importantes. Vamos tentar repor e achar solução para conseguir dar continuidade para uma equipe competitiva. E isso, que a gente espera na Série C, sendo uma competição muito difícil, já nesta estreia contra o Manaus – completou Jerson.

 

Outras postagens...

Manaus vence Rio Branco-AC fora de casa e fica a um passo das quartas de final da Série D

Paulo Rogério

Para dinamizar a categoria, FAF cria gerenciador de competições da base e BID

Paulo Rogério

Com recurso do Fast, auditor do TJD concede efeito suspensivo e anula decisão da terceira comissão

Paulo Rogério

Leave a Comment

العربية简体中文EnglishFrançaisDeutsch日本語PortuguêsEspañol