SportsManaus
FUTEBOLFUTEBOL NACIONAL

Água Santa elimina Red Bull Bragantino nos pênaltis e decide título paulista com o Palmeiras

Da redação do Sports Manaus, com informações – São Paulo, SP – 20/03/23 | 23:16 – 21/03/23 | 00:11

Foto: Divulgação 

O Água Santa está na grande final do Campeonato Paulista! O Netuno bateu o Red Bull Bragantino nos pênaltis (4 x 2) na noite desta segunda-feira, após empate por 1 a 1 na Vila Belmiro, e avançou à uma decisão estadual pela primeira vez em sua história. Na final, a equipe enfrentará o Palmeiras, que eliminou o Ituano no último domingo.

O Braga tinha a vantagem no placar desde o início da partida, mas em uma lambança do goleiro Cleiton, no segundo tempo, o Netuno conseguiu chegar ao empate. O jogo ainda contou com duas expulsões, uma para cada lado: Matheus Fernandes (Bragantino) e Rodrigo Sam (Água Santa). Este último será desfalque na primeira partida da final.

Cabe ainda ressaltar que o duelo aconteceu na Vila Belmiro, estádio do Santos, devido a falta de iluminação da Arena Distrital do Inamar, casa do Água Santa, em Diadema.

As decisões do Paulistão estão previstas para os domingos 2 e 9 de abril. Ainda não há horário nem local confirmados, mas o Palmeiras mandará o jogo de volta em seu estádio, o Allianz Parque, já que possui a melhor campanha.

O Água Santa conseguiu passar à final pela primeira vez. Fundado em 1981, o Netuno jamais havia alcançado a fase de mata-mata do Estadual e, nesta edição, faz sua melhor campanha em todos os tempos.

Do outro lado, o Bragantino vivia o sonho de voltar à final após 33 anos. A última vez que o Massa Bruta chegou à decisão do Paulistão foi em 1990, quando encarou o Novorizontino na conhecida “final caipira” e faturou seu único título. O técnico, à época, era Vanderlei Luxemburgo.

Braga na frente!

Logo na primeira chance de perigo da partida, o Bragantino já foi às redes. Foi aos sete minutos, quando Hurtado carregou a bola pela direita e cruzou rasteiro, em direção à pequena área. Alerrando se antecipou ao goleiro de tocou de letra para abrir o placar.

O Água Santa respondeu aos 11, em boa chegada com Bruno Mezenga. Lucas Tocantins invadiu a área e rolou para o atacante, que acabou sendo travado por Juninho Capixaba no momento do chute. Aos 27, Mezenga arriscou de fora da área, mas parou em Cleiton.

Aos 32, foi a vez de Gustavinho receber na meia-lua e chutar para o gol, mas a bola foi para fora. Mezenga, mais uma vez, cabeceou com perigo após cruzamento de Bruno Xavier, mas Cleiton fez defesa segura.

Cleiton falha e vamos aos pênaltis…

O jogo parecia estar controlado na volta do intervalo, mas Cleiton mudou o rumo da partida. Aos cinco minutos, Juninho Capixaba recuou para o goleiro, que resolveu driblar Bruno Mezenga e acabou adiantando demais a bola. Lucas Tocantins roubou e, com o gol livre, apenas rolou para o fundo das redes. Uma verdadeira lambança!

As coisas se complicaram para o Água Santa aos 20. O zagueiro Rodrigo Sam se estranhou com Artur e deu uma cabeçada no rival, recebendo vermelho direto. Mal deu tempo do Bragantino aproveitar a superioridade numérica e Matheus Fernandes retribuiu o favor. O volante fez falta no meio-campo e foi advertido com o segundo cartão amarelo. Resultado: expulso.

O jogou ganhou contornos de emoção nos minutos finais, mas era o Braga quem tentava liquidar a fatura ainda no tempo regulamentar. No entanto, ninguém conseguiu marcar o gol heroico e a decisão seguiu para as cobranças de pênalti.

Netuno leva a melhor nas cobranças!

Mezenga foi o primeiro a ir à marca da cal e… perdeu! Cleiton se esticou e fez grande defesa. Na sequência, Capixaba chutou no canto, mas tirou demais do goleiro e acertou a trave. Luan Dias cobrou para o Água Santa e converteu a primeira da disputa. Pelo Braga, Sorriso bateu mal e Ygor agarrou.

Cristiano cobrou firme e aumentou a vantagem do Netuno. Em seguida, Praxedes colocou bola de um lado e goleiro do outro, acertando a primeira para o Bragantino. Reginaldo chutou forte no alto e anotou o terceiro para o Água Santa. Em seguida, Borbas também converteu. Por fim, Todinho foi o responsável por colocar o Netuno na final pela primeira vez.

FICHA TÉCNICA
ÁGUA SANTA 1 (4) X 1 (2) RB BRAGANTINO

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 20 de março de 2023, segunda-feira
Horário: às 21h (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis e Neuza Inês Back
VAR: Daiane Muniz do Santos
Cartões amarelos: Thiaguinho, Igor Henrique e Patrick Brey (Água Santa); Matheus Fernandes, Lucas Cunha, Artur e Praxedes (Bragantino).
Cartão vermelho: Rodrigo Sam (Água Santa) e Matheus Fernandes (Bragantino)
Público: 11.507 pagantes
Renda: R$ 373.290,00

GOLS: Alerrando, aos 7′ do 1T (Bragantino); Lucas Tocantins, aos 5′ do 2T (Água Santa);

ÁGUA SANTA: Ygor; Reginaldo, Didi, Rodrigo Sam e Gabriel Inocêncio; Thiaguinho (Júnior Todinho), Igor Henrique (Marcondes) e Luan Dias; Lucas Tocantins (Ronald), Bruno Mezenga e Bruno Xavier (Cristiano).
Técnico: Thiago Carpini

RB BRAGANTINO: Cleiton; Andrés Hurtado (Aderlan), Lucas Cunha, Natan e Juninho Capixaba; Matheus Fernandes, Gustavinho (Jadsom) e Eric Ramires (Praxedes); Bruninho (Sorriso), Artur e Alerrandro (Thiago Borbas).
Técnico: Pedro Caixinha

 

 

 

Outras postagens...

Na estreia pelo Brasileiro Feminino A2, 3B da Amazônia vence o Botafogo-PB por 3 a 0, no Almeidão

Paulo Rogério

Em casa contra o 3B pelo Brasileiro Feminino A3, técnico do São Raimundo-RR afirma: “Davi contra Golias”

Paulo Rogério

Pikachu ‘salva’ Marinho, Fortaleza marca nos acréscimos e quebra invencibilidade do Corinthians no Brasileirão

Paulo Rogério

Leave a Comment

Este site usa cookies. Isto é necessário para que sua navegação seja mais eficiente. Não coletamos nenhum dado pessoal do seu navegador. Entendi! Leia mais...