SportsManaus
FUTEBOLFUTEBOL AMAZONENSE

Pela Copa do Brasil Sub-17, técnico do Cuiabá-MT afirma sobre o jogo com Fast: “Vamos tentar conseguir o resultado”

Treinando desde o ano passado, a garotada do Dourado pretende realizar uma boa campanha na competição nacional da categoria.

Foto: Asscom / Dourado

Jogando em casa e com apoio da torcida, a garotada do Cuiabá-MT vive a expectativa das horas, que antecedem o jogo único com Fast Clube-AM, pela Copa do Brasil Sub-17. A meta é conquistar a vaga a seguir o mais longe possível na competição nacional. O confronto será realizado nesta quinta-feira, 28/4, às 15h (16h de Brasília), no Estádio Eurico Gaspar Dutra, o Dutrinha, no Mato Grosso. Se a partida terminar empatada no tempo regulamentar, o time classificado será decidido na cobrança de penalidades.  

Para o técnico Ernandes Pantaneiro, o fato de jogar em seus domínios, não deixa de ser uma vantagem e naturalmente o time será bem ofensivo, mas resguardadas determinadas situações sobre qualquer revés em campo.  

– Jogando em casa sempre você vai ter a situação de se expor um pouco para buscar o resultado. Todas as equipes que jogam em casa, logico todos sabem, que a obrigação é tentar vencer a partida e aqui não será diferente. Vamos tentar realmente conseguir o resultado, porque só assim vamos avançar de fase – explicou, mas ainda ressaltou. 

– O primeiro objetivo é não tomar o gol, mas tem que se defender bem para depois atacar de uma forma consciente para conseguir fazer o gol e obter uma certa vantagem durante a partida. O time marcando o gol, isso traz tranquilidade, traz mais confiança dentro do jogo. Acho que é importante a gente ter essa situação de buscar o resultado realmente – disse ao SPORTS MANAUS. 

LEIA MAIS:

Sobre o fato de entrar em campo para buscar a classificação, mas tendo também o outro lado, ou seja, acontecer um rumo diferente, que não seja a vaga, o comandante do Cuiabá afirmou, que o time está preparado para isso.

– Bom, acho que entrar numa competição desse nível, você sabe que corre o risco de ser eliminado. Nós estamos falando de uma competição, que é a Copa do Brasil, sendo jogo único, e não tem volta. Isso traz uma situação de correr o risco, mas é uma situação, que temos de correr. A gente vai ser inteligente para jogar, saber a hora de atacar no momento certo, se defender no momento certo para não ser surpreendido – alertou, mas ainda frisou. 

– O objetivo do futebol é fazer o gol e não tomar. Se o time for eficiente, tenho certeza, que a gente consegue isso. Se por acaso não ocorrer dentro do tempo normal, vamos ter que decidir na cobrança de pênaltis. Aí tem o estado emocional, que vai do atleta, do goleiro, enfim, envolve muita coisa, que passa um pouquinho da parte técnica, mas principalmente emocional – garantiu o treinador. 

 

 

Outras postagens...

Manaus vence a segunda pelo estadual e fica isolado na liderança

Paulo Rogério

Novo técnico do Nacional se encanta com a história do clube e diz: “Merece disputar as competições nacionais e brigar por títulos”

Paulo Rogério

Em sua segunda final do Amazonense, venezuelano Freddy Rafael apita Princesa e Manaus, no Gilbertão

Paulo Rogério

Leave a Comment

Este site usa cookies. Isto é necessário para que sua navegação seja mais eficiente. Não coletamos nenhum dado pessoal do seu navegador. Entendi! Leia mais...