SportsManaus
FUTEBOL AMAZONENSE

Pela Copa Verde, técnico do Humaitá quer vitória com Nacional para garantir vantagem no jogo de volta

Foto: Divulgação / Humaitá 

Participando pela primeira vez da Copa Verde, o Sport Clube Humaitá, da cidade de Porto do Acre, tem pela frente o Nacional em seu primeiro desafio na competição. A partida de ida, válida pela primeira fase, será nesta quarta-feira, 24/7, 20h (21h de Brasília), na Arena da Floresta, em Rio Branco. O jogo de volta para definir o classificado, será no dia 2 de agosto, às 20h, na Arena da Amazônia.

De Rio Branco, o treinador do Tourão, Edson Maria da Silva, 52 anos, com passagem por Vasco e Juventus do Acre, mas com seu primeiro trabalho no comando do Humaitá, disse ao SportsManaus, que jogando em casa a meta é vencer para garantir vantagem na partida de volta.

– É claro que uma vitória nos deixaria numa situação muito confortável, buscando esse resultado durante todo momento da partida, mas não somente em casa, sendo obrigação de vencer, mas também fora. Temos que respeitar muito o adversário pela tradição e sabemos do potencial, mas vamos buscar essa vitória para nos dar conforto na partida de volta, jogando toda responsabilidade para o Nacional na volta. A gente entende todas as dificuldades e do jogo difícil, mas vamos em todo momento vamos buscar a vitória – comentou.

Ciente de que tem pela frente uma equipe tradicional na região Norte, o comandante do Tourão, destaca o potencial do seu adversário. Para ele, a partida será muito difícil pela tradição do Naça no futebol amazonense.

Tourão está pronto para a estreia na Copa Verde, na Arena da Floresta (crédito: Divulgação / Humaitá)

– O Nacional já conhecemos, sabemos da grandeza da boa equipe em todas as competições que procura fazer. O Humaitá tem pouco tempo de fundação, mas o futebol hoje é dinâmico e competitivo, e isso estamos procurando fazer com uma equipe competitiva. Nossa pretensão é a classificação, porém, entendemos das dificuldades e o peso da camisa do Nacional. Entramos numa competição e vamos para disputa, lógico respeitando o adversário e o Lana, que é o comandante da equipe – disse, mas ainda afirmou.

– Na verdade não temos muitas informações do Nacional, exceto as que são divulgadas pela imprensa. Eles foram buscar jogadores do Fast, Barcelona de Rondonia e contratou o professor Aderbal Lana, que estava no Fast. Já conhecemos eles, é um guerreiro e excelente treinador, como foi no São Raimundo, numa época muito boa, mas informações do Nacional não temos detalhes.

Na primeira participação do Humaitá na Copa Verde, Edson Maria da Silva, destaca o momento especial para a história do clube, mas principalmente de elevar o nome para todo país.

– Creio que é um momento importante, porque nossa equipe representa o estado na competição nacional. Acredito que é importante divulgar o nome da equipe, fazer com que a gente represente bem, montando uma boa equipe e buscando os melhores resultados. É uma equipe nova, mas com essa missão de representar o estado numa competição desse nível – citou, mas ainda contou.

– A intenção da diretoria do clube é exatamente essa, tentar fazer uma equipe forte e competitiva e que possa manter durante o segundo semestre em atividade para fazer parte do elenco de 2020 no Campeonato Acreano e buscar uma vaga nas competições nacionais, pois esse é o grande objetivo do Humaitá.   

Outras postagens...

Fast Clube sente desfalques e empata com o Ji-Paraná-RO pela Série D

Paulo Rogério

Recém chegado a Manaus, técnico Hugo Macedo tem primeiro contato com o elenco do 3B da Amazônia

Paulo Rogério

O amazonense Arlen, lateral do Audax vive a expectativa do jogo contra o Flamengo e diz: “Vai ser muito especial para mim”

Paulo Rogério

Leave a Comment

Este site usa cookies. Isto é necessário para que sua navegação seja mais eficiente. Não coletamos nenhum dado pessoal do seu navegador. Entendi! Leia mais...