SportsManaus
FUTEBOLFUTEBOL AMAZONENSE

Em casa pela Copa Verde, técnico da Tuna Luso-PA alerta sobre o São Raimundo-AM: “É importante ter equilíbrio”

Pela segunda fase, a Águia Guerreira empatou com o Rio Branco-AC em 1 a 1, mas venceu nas penalidades por 5 a 4.

Foto: Divulgação / Tuna Luso-PA

Superado o primeiro desafio em sua estreia na Copa Verde, a Tuna Luso-PA segue firme e buscando fazer história na competição nacional, não apenas como uma simples participação, mas de chegar bem longe. Pelas quartas de final, a Águia Guerreira terá pela frente o São Raimundo-AM, em jogo único, nesta quarta-feira, 2/11, às 14h (15h de Brasília), no Estádio Francisco Vasques, em Belém. Sem vantagem para ambos os lados, em caso de empate no tempo regulamentar, a vaga será decidida na cobrança de penalidades.

Jogando pela primeira vez em seus domínios, o técnico Josué Teixeira reconheceu que é uma vantagem, mas fez questão de alertar sobre a qualidade do Tufão da Colina. Para ele, é preciso ter muito cuidado, pois mesmo em casa o time precisa ter uma regularidade para garantir a classificação.

– Quanto ao adversário é muito difícil. A gente joga em casa, tem a chance de pressionar um pouco mais com o apoio da torcida e tentar a classificação. A gente sabe que vai ser difícil pela qualidade do adversário, pelo treinador, pela história do clube – alertou ao SPORTS MANAUS, mas ainda reiterou.

– Temos que respeitar sempre, por mais que pareça a vantagem de jogar em casa. Se você se descuidar perde isso, ou seja, tanto que o São Raimundo conseguiu a classificação jogando fora de casa e nós também. Portanto, nessa competição é importante ter equilíbrio para conquistar a vaga e chegar na semifinal – completou Teixeira.

Com um grupo que mostrou seu potencial, quando venceu o Rio Branco-AC fora, a exemplo do time amazonense, o treinador prevê uma partida muito difícil para ambos os lados.

LEIA MAIS:

– Realmente, as duas equipes conseguiram a classificação jogando fora de casa. Eu até vi os melhores momentos do jogo do São Raimundo, onde no final do jogo deu empate lá. A gente sabe que é uma equipe de muita qualidade, de jogadores experientes e que já conhecem bem a região – avisou, mas completou.

– Vai ser um jogo difícil, mas a Tuna conseguiu a classificação fora de casa com méritos, muito embora nos pênaltis, mas fez um segundo tempo muito bom e dominando o jogo. A gente tem a ideia de manter essa equipe, que terminou o jogo – salientou o comandante da Águia Guerreira.

 

 

Outras postagens...

“O formato é prejudicial”, diz técnico do Independente-PA sobre jogo com o Fast pela Copa Verde

Paulo Rogério

Em jogo de volta com Ji-Paraná-RO pela Série D, técnico do Nacional alerta: “A gente tem que ter sabedoria”

Paulo Rogério

Em busca da vaga na Copa do Brasil Sub-17, técnico do Sant German-RO define: “O Amazonas é favorito para esse jogo”

Paulo Rogério

Leave a Comment

Este site usa cookies. Isto é necessário para que sua navegação seja mais eficiente. Não coletamos nenhum dado pessoal do seu navegador. Entendi! Leia mais...