SportsManaus
FUTEBOLFUTEBOL AMAZONENSE

Após receber relatório de suspeita de manipulação, presidente da FAF pune Iranduba por 2 anos e multa de R$ 100 mil

A federação recebeu relatório da empresa Sportradar, contratada pela confederação para identificar jogos sob suspeita de manipulação de resultados. 

Foto: Deborah Melo

Suspensão de dois anos, rebaixamento e multa de R$ 100 mil, esse foi o anúncio divulgado na coletiva de imprensa, realizada na tarde desta segunda-feira (27), pelo presidente da Federação Amazonense de Futebol (FAF), Ednaílson Rozenha, após receber um relatório sobre suspeita de manipulação de resultados, pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), na goleada sofrida pelo Iranduba diante do Amazonas por 7 a 0, pelo Campeonato Amazonense da Série A, no dia 12 deste mês.

Em um documento distribuído para a imprensa, consta que a empresa Sportradar, contratada pela confederação, constatou que houve fortes indícios nos sites de apostas, indicando que o Iranduba perderia de pelo menos cinco gols de diferença.

De acordo com o presidente da FAF, a entidade precisava dar uma resposta imediata sobre o que foi relatado pela empresa especializada a serviço da CBF, que detectou evidências de manipulação de resultados.

– Nós recebemos um relatório da CBF que deixa claro os indícios fortíssimos e gravíssimos de manipulação no jogo Iranduba e Amazonas. Diante dos fatos, não tivemos outra alternativa a não ser proteger o futebol amazonense, suspendendo o Iranduba por dois anos, consequentemente rebaixando e multado em R$100 mil – disse, mas ainda reforçou ao SPORTS MANAUS.

– Nós não vamos permitir de forma nenhuma que as quadrilhas que permeiam no futebol brasileiro em busca de manipulação de resultados para ganhar dinheiro se estabeleçam no Amazonas, ou seja, por achar que é um estado de muro baixo. Nós vamos enfrentar de frente, vamos às últimas consequências para proteger o futebol daqui – afirmou o mandatário.

Segundo Rozenha, o Tribunal de Justiça Desportiva do Amazonas (TJDAM) foi notificado sobre o ato administrativo da FAF, que pode suspender ou não, mas afirmou que vai acionar outras instituições para resguardar de qualquer fato ilícito o futebol amazonense.

– Nós estamos investigando em comum acordo com a CBF, que tem uma empresa especializada nessa investigação, que nos passou o relatório, na qual toda a imprensa recebeu. Nós vamos buscar qualquer indício de fraude, vamos investigar, inclusive nós vamos buscar apoio na esfera criminal para punir no Ministério Público com o apoio da Polícia Federal e Civil, para que possamos investigar criminalmente. O que foi feito não foi um crime esportivo, não foi uma falha desportiva, porque manipulação de resultados é crime

 

Outras postagens...

Com ‘chuvas de verão’, Manaus vence Paysandu e entra no G4 na Série C

Paulo Rogério

Apesar do último placar a favor do Fluminense, técnico do Corinthians define o jogo pela Copa do Brasil Sub-20: “No futebol tudo pode acontecer”

Paulo Rogério

Na estreia fora com JC-AM pelo BR Feminino A2, técnico do Real Ariquemes-RO alerta: “Pontuar de qualquer jeito”

Paulo Rogério

Leave a Comment

Este site usa cookies. Isto é necessário para que sua navegação seja mais eficiente. Não coletamos nenhum dado pessoal do seu navegador. Entendi! Leia mais...