SportsManaus
FUTEBOL AMAZONENSE

Na estreia da Copa SP, Nacional é goleado, mas com bons momentos diante do Paraná Clube

Foto: Eliakim Nardelli / Analista / Paraná Clube 

O Nacional não conseguiu resistir a força do Paraná Clube e foi goleado por 4 a 1, na estreia da 51ª Copa São Paulo de Futebol Júnior. Os gols do Tricolor da Vila foram marcados por Ruan, Lucas Sene, Gustavo e Kriguer. Pelo Naça, Denilson descontou no final. A partida pelo grupo 06, foi realizada na noite desta sexta-feira, no Estádio Benito Agnelo Castellano, o Benitão, na cidade de Rio Claro, no interior de São Paulo.

Com resultado, o Paraná assumiu a liderança, com três pontos e o Nacional ocupa a última colocação, sem pontos ganhos. Pela segunda rodada da Copinha, a garotada do Leão da Vila Municipal vai enfrentar o Velo Clube-SP, que venceu o Redu Bull Brasil por 2 a 1, na segunda-feira, 6/1, às 16h (17h de Brasília), no Estádio Benitão.

Da cidade de Rio Claro, o treinador do Nacional, José Ribamar, lamentou ao Sports Manaus, o resultado, mas disse que o time conseguiu criar bons momentos durante a partida.

– Foi um jogo que fizemos um primeiro não muito bom, mas tivemos um início do segundo tempo muito bom. No melhor momento que estávamos em campo, nós sofremos um gol de pênalti, com isso, a equipe nossa caiu. Continuamos jogando bem, mas pegamos dois gols de falhas atrás. Tivemos algumas bolas na trave, não posso dizer que foi um bom jogo, mas estivemos bem – completou Ribamar.

Com uma vitória de goleada, o técnico do Paraná Clube, Jorge Ferreira, considerou o resultado justo, mas admitiu que o time amazonense em alguns momentos da assustou pelo volume de jogo.

– A gente sabia das dificuldades que iríamos encontrar diante da equipe do Nacional. Buscamos algumas informações de alguns jogos e sabíamos da força do Nacional. Acredito que fizemos com que o jogo ficasse a nosso favor, mesmo no primeiro tempo sofrendo com algumas transições e contra-ataques. Na volta do segundo tempo fizemos 2 a 0 e acabamos baixando um pouco a intensidade. Talvez foi nosso pior momento, onde o Nacional conseguiu nos agredir e impor um bom ritmo com claras chances de gols, mas graças da Deus conseguimos evitar – finalizou.

Outras postagens...

“A Copa São Paulo é a nossa Copa do Mundo”, afirma dirigente do Botafogo-SP, um dos adversários do Fast Clube-AM na competição

Paulo Rogério

Fora de casa, Penarol perde para o Ypiranga-AP, mas permanece no G4 em seu grupo pela Série D

Paulo Rogério

Artilheiro nato, Jerinha é a referência do Rio Negro no Amazonense da Série B

Paulo Rogério

Leave a Comment

Este site usa cookies. Isto é necessário para que sua navegação seja mais eficiente. Não coletamos nenhum dado pessoal do seu navegador. Entendi! Leia mais...