SportsManaus
FUTEBOL AMAZONENSE

Pela Copa Verde, novo técnico do Ji-Paraná-RO alerta sobre o jogo com Manaus: “Temos pouco tempo”

Foto: Divulgação / Ji-Paraná

Em sua primeira participação na Copa Verde, o novo técnico do Ji-Paraná-RO, Bebeto Amorim, 53 anos, anunciado nesta terça-feira (12/1), tem pouco tempo de preparação para o jogo único com o Manaus FC, pela primeira fase da competição. A partida será realizada na quinta-feira, 21/1, às 16h (17h de Brasília), na Arena da Amazônia, na capital amazonense. Em caso de empate no tempo regulamentar, a definição da vaga será na cobrança de penalidades.

Da cidade de Ji-Paraná, recém chegado ao Galo da BR, o comandante tenta superar o curto período de treinos para conseguir vencer os obstáculos fora de campo no primeiro desafio da temporada.

– Com certeza, vai ser pouco tempo de trabalho, mas não vejo uma coisa totalmente negativo, porque eu confio nos meus jogadores e os que estão chegando para vestir as cores do Ji-Paraná. Essa situação nesse momento, eu nunca passei, é a primeira vez. Geralmente, trabalho e treino as equipes com mais tempo de preparação, mas se tem de ser assim, vamos trabalhar um esquema tático junto com os jogadores aguerridos, com força e vontade para conseguir a vitória contra o Manaus – explicou ao SPORTS MANAUS.

Campeão estadual pelo Ji-Paraná em 1999 quando foi jogador, Bebeto Amorim, disse que a torcida e a diretoria do clube podem esperar muito trabalho de sua parte.

– Como era como jogador na época do clube, sempre joguei com muita vontade, determinação, focado e buscando sempre os ideais. Graças a Deus, fui campeão vestindo as cores do Ji-Paraná. A torcida já me conhece e saberá, que na beira de campo como treinador, vou buscar as vitorias, títulos e procurar sempre realizar o melhor trabalho possível – disse, mas ressaltou que aposta no elenco.

– Os jogadores que a nossa diretoria está contratando são os que jogaram aqui no futebol rondoniense, são de nomes, tem qualidade e vamos trabalhar juntos para conquistar nossas metas. Dentro de campo são 11 contra 11, mas na verdade, o que podemos fazer com os jogadores é um trabalho de esquema tático bem definido para buscar a vitória – salientou Bebeto.

 

Outras postagens...

Adversário do JC-AM no BR Feminino Sub-17, técnico do São José-SP, aposta no elenco na competição e diz: “Temos meninas de qualidade”

Paulo Rogério

“Todo tipo de adaptação é muito importante”, revela o técnico do Nacional sobre a preparação dos jogadores para o Campeonato Amazonense

Paulo Rogério

Na expectativa do jogo do Flamengo, dirigente da Raça Rubro-Negra avisa: “Vai ser a maior festa jamais vista na arquibancada”

Paulo Rogério

Leave a Comment

Este site usa cookies. Isto é necessário para que sua navegação seja mais eficiente. Não coletamos nenhum dado pessoal do seu navegador. Entendi! Leia mais...