SportsManaus
FUTEBOLFUTEBOL AMAZONENSE

Em sua quinta final no Campeonato Amazonense, árbitro Antônio Carlos Pequeno Frutuoso revela: “Uma gratidão imensa e confiança da comissão”

No apito, Frutuoso, já comandou as finais da elite nas temporadas de 2011, 2013, 2014 e 2017.

Foto: Agência Sports Manaus

Em 15 anos de arbitragem, pode se dizer que o árbitro Antônio Carlos Pequeno Frutuoso, 43 anos, é penta, mas não pelos títulos, mas pela quinta oportunidade de apitar mais uma vez a grande final do Campeonato Amazonense da Série A. O jogo entre Manaus FC e Amazonas FC, no domingo, 14/4, às 17h (18h de Brasília), no Clube do Trabalhador, o Sesi, zona Leste da cidade. No apito, Frutuoso, já comandou as finais da elite nas temporadas de 2011, 2013, 2014 e 2017. Ele será auxiliado por Uesclei Regison Pereira dos Santos e Anne Kesy Gomes de Sá (FIFA).

Há 15 anos no quadro de árbitros da Comissão Estadual de Arbitragem de Futebol (Ceaf-AM) e desde 2010, na CBF, Antônio Carlos Pequeno Frutuoso, volta ao apito em mais uma final, e no mesmo palco da sua última decisão, quando comandou a partida, entre Nacional FC e Princesa do Solimões.

– Domingo vou voltar em mais uma final no Sesi. Isso pra mim, tem um valor imenso, uma gratidão imensa e mostra a confiança da comissão de dar essa grande oportunidade. Para mim, é motivo de gratidão, aos 43 anos apitar essa final. A gente fala que o ‘velhinho’ ainda está dando conta do recado, mas treinamos e buscamos o aperfeiçoamento – comentou ao SPORTS MANAUS, mas ainda citou sobre as novidades das regras de jogo para domingo.

– Tivemos aulas com as mudanças das regas de jogo. Todos os dias temos orientações de mudanças das regras. Nós estamos melhorando, se adaptando para aplicar em campo. Os jogadores ainda não vão assimilar, mas vamos ter que aplicar. Nós treinamos e dentro de campo vamos dar o melhor para não errar e nem interferir no resultado da partida – revelou Frutuoso.

Ainda conta no currículo do árbitro, oito finais de turnos do Campeonato Amazonense, além de uma final da Série B do Amazonense.  

 

 

 

 

Outras postagens...

Se tem coisas que só acontecem com o Botafogo, o Santos definitivamente é abençoado pelo próprio nome

Paulo Rogério

Manaus sai na frente diante do Brasil-RS, sofre pênalti ‘mandrake‘ e empata na estreia da Série C

Paulo Rogério

Em jogo da semi, Amazonas perde para o Pouso Alegre-MG e se despede da Série D

Paulo Rogério