SportsManaus
FUTEBOL FUTEBOL AMAZONENSE

Técnico do Manaus enaltece força do grupo na conquista do título e afirma: “Reverteram situações difíceis”

O Manaus conseguiu reverter a vantagem do Princesa, que realizou a melhor campanha na primeira fase e venceu por duas vezes por 2 a 1.

Cobrado por todos, em razão de ser o representante do futebol amazonense no Brasileiro da Série C, e mesmo não mantendo uma boa regularidade durante o Campeonato Amazonense da Série A, o Manaus foi eficiente na reta final, e conquistou seu quinto título regional, em seis anos de disputa na elite do futebol amazonense. O Gavião do Norte venceu nos dois confrontos da decisão, o Princesa do Solimões, com o mesmo placar de 2 a 1.

O técnico Evaristo Piza, na segunda temporada no comando do Manaus, afirmou, que a conquista se deve ao fator superação. Para ele, mesmo nas adversidades em campo, os jogadores mostraram força para vencer também os percalços em campo, que fazem parte do título.

– Eles foram muito valentes, reverteram situações difíceis, jogos acirrados, desgaste de uma viagem a São Paulo, pela Copa do Brasil, onde depois tivemos que jogar com o Manauara, perdendo um pênalti e depois teve um outro no último minuto. Após isso, tivemos depois uma luta em um jogo muito intenso com o Nacional e agora dois jogos muito intenso também com o Princesa, enfim, os jogadores mereceram – revelou ao SPORTS MANAUS, mas ainda frisou.

– Acho que valeu mais foi o espirito de competição desse grupo. Muitos jogadores machucados, muita adaptação, jogadores improvisados, e mesmo assim, conseguimos levar o título. Fico muito feliz por eles por tudo isso – disse Piza.

Sobre a final contra o Princesa fora de casa, ele não esperava outra situação, a não ser uma partida extremamente difícil e de muitas emoções de ambos os lados.

– Sufoco natural, adversário jogando em casa, com a torcida a favor, campo pesado, onde eles conhecem o gramado, e com isso, nos encurralou. No segundo tempo, usamos uma estratégia eficiente de jogarmos nos contra-ataque. Sabíamos, que eles iriam ter que sair para buscar o resultado, iria nos dar espaços, e quando tivemos espaços, fomos eficientes para matar o jogo. É muito gostoso coroar um trabalho com um título da competição – completou o comandante do Gavião do Norte.

 

 

Outras postagens...

Pelo Brasileiro Feminino, técnico do Minas Brasília tem jogo decisivo com o Iranduba, em Manaus

Paulo Rogério

No Princesa, Aderbal Lana já começou os trabalhos e diz: “Chance para jogadores do interior e alguns da cidade”

Paulo Rogério

Em preparação para a Série B, jogadores do Rio Negro destacam a parte física: “É muito importante”

Paulo Rogério

Leave a Comment

العربية简体中文EnglishFrançaisDeutsch日本語PortuguêsEspañol