SportsManaus
FUTEBOL AMAZONENSE

“Pelo investimento e estrutura”, diz técnico do São Raimundo sobre favoritismo do Amazonas na final da Série B

Depois de garantir o acesso na elite do futebol amazonense de 2020, o São Raimundo busca o título do Campeonato Amazonense da Série B. Pela frente, o Tufão da Colina encara o debutante Amazonas FC, na tarde deste sábado, 16/11, no estádio Ismael Benigno, a Colina, zona Oeste da cidade.

Em segundo lugar na fase classificatória, com nove pontos, atrás do seu adversário na decisão, o São Raimundo que encerrar sua participação na divisão de acesso com a conquista do campeonato. Segundo o treinador Paulo Morgado, pelo investimento e estrutura na temporada, o favorito na verdade é seu oponente.

– O Amazonas é candidato ao título, não porque ganhou o primeiro jogo da gente, mas pelo investimento brutal que fez. Nunca houve na Série B um clube que investisse tanto. Estamos falando de um clube que aluga o estádio Carlos Zamith, todos os dias por R$ 500, que tem jogadores de R$ 3 a 4 mil de salários – disse, mas ainda ressaltou ao SportsManaus. 

– O São Raimundo tem um orçamento de 20% em relação ao Amazonas, uma estrutura diferente. O Amazonas na Série A vai ser um candidato ao título, e o São Raimundo vai disputar para não cair, porque as condições são totalmente diferentes. Por isso, eles são candidatos a vencer a Série B, devido ao investimento muito superior ao nosso – completou Morgado.

De acordo com comandante do Tufão da Colina, o maior objetivo foi conquistado com retorno a Série A ano que vem. Segundo ele, todo planejamento o foco principal era subir, mas o título seria uma consequência do trabalho.

– Nosso objetivo principal foi o acesso. Conseguimos isso, com três candidatos para subir nossa missão principal conseguimos. Porém, o título é sempre importante, ainda mais para um clube com a história do São Raimundo. Agora estamos mais tranquilos, porque nosso objetivo foi alcançado – justificou, mas lembrou.

– Se você perguntar a um torcedor do São Raimundo, eles vão dizer pela história do clube, que o título é uma obrigação. Mas o futebol não é feito assim. A história as vezes é para ficar no museu. Foi como disse antes, o Amazonas fez um investimento quatro a cinco vezes superior ao nosso. Com tudo isso, quem realmente é o candidato ao título são eles.  

Outras postagens...

Pela Série D, técnico do Fast não acredita em jogo fácil, mas diz que Ji-Paraná-RO também joga por uma vitória

Paulo Rogério

Sob nova gestão, presidente da Ceaf finaliza a preparação para o estadual e diz: “Os árbitros estão preparados”

Paulo Rogério

Jogos de Manaus e Fast na Copa Verde mudam de local e horário

Paulo Rogério