“Vamos buscar a vitória”, diz técnico do Fast, mas afirma que um empate será bom diante do Moto Club, pela Série D

291

Após o segundo lugar no grupo 1, com 26 pontos, garantindo passagem na segunda fase do Campeonato Brasileiro da Série D, o Fast Clube, começa agora o sonho de conquistar a vaga na Série C de 2021. No primeiro desafio do mata-mata, o Tricolor de Aço encara o Moto Club-MA, neste domingo, 6/12, às 14h30 (15h30 de Brasília), no Estádio Nhozinho Santos, em São Luís. O jogo de volta será no próximo domingo, 13/12, às 18h (19h de Brasília), na Arena da Amazônia, em Manaus.

Mesmo fora e diante de um adversário tradicional, o técnico Lecheva, afirmou que o Fast Clube não vai mudar sua característica ou forma de atuar em campo até agora na competição. Segundo ele, cada jogo tem sua particularidade e que pode definir o resultado final.

– O Fast já tem uma identidade e não vamos mudar isso. É uma equipe bastante competitiva, aguerrida e que briga muito pela bola todo tempo, em função de construir a vitória. Respeitamos todos os adversários, principalmente agora na fase do mata-mata. O Moto é um clube tradicional do futebol brasileiro, mas vamos em busca da vitória, sempre com muito respeito – explicou ao SPORTS MANAUS, porém admitiu, que um ponto não é um mal resultado.

– Sabemos também que fora de casa em uma decisão de dois jogos, um resultado de empate não é ruim, desde de que façamos o resultado positivo em casa, na partida de volta. É pensar nesse jogo, vamos trabalhar em função da vitória, e conforme as circunstancias em campo, a gente vai analisando a necessidade de estratégia ou não – disse.

Ciente do potencial, mas principalmente do retrospecto positivo do adversário em seus domínios, Lecheva, afirmou que o Fast terá pela frente uma equipe bem qualificada, e que já mostrou sua força na fase classificatória da competição.

– Com certeza, principalmente em se tratando desse primeiro jogo. O Moto vai jogar em casa, vem de uma campanha bastante regular dentro de casa com seis vitórias e um empate. Isso mostra, o quanto o Moto é forte jogando em seus domínios, mas sabemos de toda essa história. O Moto é um time grande do futebol brasileiro, um dos maiores do seu estado, merece todo respeito, mas também conhecemos alguns dos atletas que lá estão – concluiu, mas ainda citou.

– Vamos trabalhar nossa equipe para vencer o jogo. Sabemos que as circunstancias de uma partida pode fazer você alterar a estratégia, onde nós trabalhamos variações de estratégias também. Nós vamos sempre jogar para vencer, procurar colocar sempre quem estiver melhor no momento para jogar, em função disso, de construir uma vitória – comentou.

 



I live in Brazil, in the city of Manaus, which hosted 2014 World Cup matches, the Olympic 2016 men's and women's football tournament. I'm Paulo Rogério Veiga, 51, a reporter, journalist and owner of sports portal www.sportsmanaus.com.br. I would like to inform you that I have received material from FIFA for 35 years, in addition to Conmebol and UEFA. I have also been editor of globoesporte.globo.com/am/ portal. I am working as a press and publicity advisor to leverage your company, product, brand, your soccer career, whether player, coach, club, manager, any professional that Works and conducts business in football. I am a professional / base player agent and a soccer coach. I have contact with agents, international agencies, academies, intermediaries, scoutings, among others in Brazil and in world football, including with signed contract. Another work I do is to attract potential investors to sponsor clubs in Brazilian football, which seek to gain their place in the regional, national and even international scenario. Contact us. E-mail: paulo.imprensa@hotmail.com pauloimprensa@gmail.com Contact: +55 (092) 3629-0651 (office) +55 (092) 99171-9226 (live / watsapp). Leia mais em sobre o editor clicando aqui.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.