SportsManaus
FUTEBOLFUTEBOL AMAZONENSE

Adversário do Fast na Copa SP, técnico do Corinthians diz: “Vamos brigar pelo título, mas o foco principal é preparar esses jogadores para o profissional”

Na competição, o último título foi na temporada de 2017, quando venceu o Batatais por 2 a 1.

Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians

Há cinco anos sem saber o que é comemorar uma conquista, o Corinthians, maior detentor de títulos da Copa São Paulo de Futebol Júnior, quer retomar sua hegemonia na maior competição de base do futebol brasileiro, mas também revelar potenciais craques para defender a camisa do Timão. Com sede na cidade de Araraquara, a garotada do Coringão está no grupo 12, junto com Ferroviária-SP, Zumbi-AL e Fast Clube-AM. A estreia na Copinha será diante do Zumbi, no dia 3 de janeiro, às 21h45 (de Brasília), no Estádio da Fonte Luminosa.

Da capital paulista, de acordo com o técnico Danilo Andrade, que estreia na Copinha, o Corinthians pela história na competição, pela grandeza do clube, é um natural candidato ao título. Para ele, é fundamental também observar os futuros craques do Timão.

– O Corinthians sempre foi um candidato muito forte, vem muito forte e esse ano não é diferente. A gente está com uma boa preparação para fazer uma boa competição, mas a base a gente avalia também a preparação dos atletas para o profissional. Quanto mais esses atletas estiverem preparados psicologicamente, tecnicamente para chegar no profissional e conseguir jogar, pra gente também é muito importante. Vamos brigar pelo título, mas o foco principal é preparar esses jogadores para o profissional – explicou ao SPORTS MANAUS.

Com relação ao grupo na Copa, com equipes de diferentes regiões, o comandante da garotada do Timão, salientou que é bom jogar com diferentes estilos no futebol, mas alertou que tudo é possível e nada se ganha antes de entrar em campo.

LEIA MAIS:

– Acho que as vagas estão abertas. A Copinha, eu comparo com a Copa do Brasil. Lá aparecem times surpresas, que acabam ganhando de times grandes. Hoje em dia está muito nivelado, camisa não ganha mais. A gente tem que respeitar, mas fazer o nosso jogo, procurar vencer, pois daqui a pouco tem os mata-mata e não adianta ir bem no jogo e mal no outro. Temos que manter o nível. A gente vai com esse pensamento de respeitar todo mundo, mas buscar nossos jogos, procurar nossas vitórias e as nossas classificações – salientou o treinador, mas ainda frisou.

– Fica todo mundo de olho na competição, principalmente os empresários e os clubes. O atleta acaba se despontando na Copa São Paulo, acaba abrindo mercado, às vezes a oportunidade para o profissional também, porque fica muito visível. Acho que é um torneio que todo jogador gosta de jogar. Para mim é o primeiro como treinador, sendo uma motivação muito grande. Eu disputei três Copas pelo Goiás, e sei como é essa competição. Nada é fácil, mas a gente pode ir lá, fazer uma grande competição e brigar lá em cima. Esse é o nosso objetivo – completou Danilo.

 

 

 

Outras postagens...

Com estreia pela Série D diante do Fast em casa, técnico do Galvez-AC afirma único objetivo: “Somar os três pontos”

Paulo Rogério

Pelo Campeonato Amazonense, Princesa empata no final com o Manaus e assume a liderança

Paulo Rogério

Com apoio do Governador Wilson Lima, JC Futebol obtém laudo do Corpo de Bombeiros e terá torcida no Floro, em jogo do acesso contra o Fluminense

Paulo Rogério

Leave a Comment

Este site usa cookies. Isto é necessário para que sua navegação seja mais eficiente. Não coletamos nenhum dado pessoal do seu navegador. Entendi! Leia mais...