“Com certeza não”, disse técnico do Caxias-RS sobre obrigação de vencer Manaus no primeiro jogo da Série D

487

Foto: Vitor Soccol/Dinâmica Comunicação

Depois de bater na trave ano passado quando ficou nas quartas de final do Brasileiro da Série D em dois jogos com Treze-PB, o Caxias-RS quer mudar a história e vai buscar o tão sonhado acesso à Série C do Brasileiro de 2020. Com 20 pontos conquistados e apenas uma derrota, o time gaúcho tem pela frente o Manaus, com a melhor campanha até agora na competição.

Depois de passar pelo Cianorte-PR na fase anterior, o primeiro jogo do Falcão Grená com Gavião do Norte pelas quartas de final da Série D, será no domingo, às 14h (15h de Brasília), no estádio Centenário, em Caxias do Sul, no interior do Rio Grande do Sul. A partida de volta que define a vaga do acesso, será no dia 20 de julho, na Arena da Amazônia, às 15h (16h de Brasília), na capital amazonense.

De Caxias do Sul, com exclusividade ao SportsManaus, o técnico do Caxias, Paulo Henrique Marques, 54 anos, natural de Santa Rosa-RS, com passagem pelo Santo Ângelo, Ulbra, Veranópolis, Santa Cruz, Passo Fundo, Guarani de Bagé, Novo Hamburgo, entre outros times, não considera uma obrigação vencer em casa, pois serão dois jogos para definição do acesso.

Treinador do Caxias disse que tem que fazer bem as duas partidas (crédito: Vitor Soccol/Dinâmica Comunicação)

– Com certeza não, porque são dois jogos de 180 minutos, e haja vista as duas vezes que o Caxias passou agora decidiu fora e conseguiu êxito. São dois jogos em abertos, tem que fazer bem as duas partidas, o primeiro não garante o acesso não – afirmou, mas ainda destacou sobre a equipe.

– Claro que chegamos com méritos, assim como o Manaus e todas as equipe que chegaram entre os oito agora. A competição começou com 68 times para ficar entre os oito, sendo um mérito muito grande, enfim, qualquer clube tem condições de subir. É o que pensamos todos do Caxias também – disse Paulo Henrique.

Mesmo a distância e com várias equipes tendo participado da Série D, o comandante do Caxias, confessou que monitorou os prováveis adversários ao longo da competição, inclusive o Manaus no jogo do acesso.

Equipe treina forte para o primeiro jogo do acesso contra o Manaus no estádio Centenário (crédito: Vitor Soccol/Dinâmica Comunicação)

– A partir do momento que chegamos no Caixas, temos muitos conhecidos e mapeamos todos que tinham condições de passar, inclusive o Manaus, bem como eles devem ter informações sobre nossa equipe. Temos que ter o máximo de cuidado e vamos estudar muito o Manaus na semana para que no final de semana possamos fazer um bom jogo contra o time de melhor campanha – alertou.  

Para o treinador, o fator clima pode ser importante, mas não fundamental para vencer a partida, pois tudo será definido dentro de campo. Segundo ele, ambas as equipes buscam o acesso, pois ficaram pelo meio do caminho na mesma fase ano passado.

– Olha assim como aqui, deve ser também a preocupação do Manaus sobre o clima, mas com certeza vai vencer a equipe que fizer melhor os dois jogos e quem tiver melhor trabalhado na semana. Nós esperamos, assim como o Manaus também espera o acesso, e qualquer uma das oito equipes, volto a repetir que chegaram nessas quartas de final tem condições de subir, é o que o Caxias vai buscar – finalizou.  



Paulo Rogério

I live in Brazil, in the city of Manaus, which hosted 2014 World Cup matches, the Olympic 2016 men's and women's football tournament. I'm Paulo Rogério Veiga, 51, a reporter, journalist and owner of sports portal www.sportsmanaus.com.br. I would like to inform you that I have received material from FIFA for 35 years, in addition to Conmebol and UEFA. I have also been editor of globoesporte.globo.com/am/ portal. I am working as a press and publicity advisor to leverage your company, product, brand, your soccer career, whether player, coach, club, manager, any professional that Works and conducts business in football. I am a professional / base player agent and a soccer coach. I have contact with agents, international agencies, academies, intermediaries, scoutings, among others in Brazil and in world football, including with signed contract. Another work I do is to attract potential investors to sponsor clubs in Brazilian football, which seek to gain their place in the regional, national and even international scenario. Contact us. E-mail: paulo.imprensa@hotmail.com pauloimprensa@gmail.com Contact: +55 (092) 3629-0651 (office) +55 (092) 99171-9226 (live / watsapp). Leia mais em sobre o editor clicando aqui.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.