SportsManaus
FUTEBOL AMAZONENSE

Técnico do Real Desportivo-RO acredita que ficou mais difícil a vaga no jogo com Manaus pela Série D

Depois de perder em casa por 2 a 1, e a chance de garantir a vantagem, o Real Desportivo-RO joga a partida de volta com Manaus, pela segunda fase do Brasileiro da Série D, precisando da vitória para sequência da competição. A partida será neste domingo, 23/6, às 17h (18h de Brasília), na Arena da Amazônia, na capital amazonense. Foi o terceiro confronto entre as duas equipes, sendo que o Gavião do Norte venceu por duas vezes e empatou a outra partida.

O classificado de Manaus e Real Desportivo, vai enfrentar o vencedor de São Raimundo-RR e São Raimundo-PA. No primeiro jogo, o time paraense venceu por 1 a 0, no Colosso do Tapajós, na cidade de Santarém, no interior do Pará. O compromisso de volta, será neste domingo, no estádio Ribeirão, em Boa Vista, Roraima.

De Ariquemes, o treinador do Furacão do Vale do Jamari, Tiago Batizoco, ciente de que a situação de sua equipe é extremamente difícil, disse ao SportsManaus, que o adversário sempre foi considerado o candidato à vaga.

– Acredito que ficou muito mais difícil, mas creio que continua sendo difícil, mesmo se nós tivéssemos tido um resultado positivo em casa, continuaria sendo difícil jogar contra o Manaus, que é uma grande equipe – definiu, mas ainda acredita na classificação.

– Claro que é possível, enquanto houver chances é possível sim. Está em aberto a decisão e domingo, vamos ter uma decisão de 90 minutos. Vai ser um grande jogo, com duas grandes equipes em campo.

Sobre os incidentes ocorridos no final da partida em Ariquemes, o comandante do Real, desmente qualquer desequilíbrio ou algo parecido por parte de seus jogadores. Para ele, foi algo isolado e que ficou para trás.

– Não concordo que é um descontrole da equipe, acredito que foi um fato que aconteceu, não foi correto, mas isso já aconteceu com várias equipes e nosso time continua sob controle emocionalmente. É um fato do passado, desde a primeira vez que jogamos contra o Manaus, respeitamos e vamos continuar respeitando. Nossa equipe não tem nada de descontrole não – afirmou, mas disse que não teme uma represália por parte da torcida do Manaus.

– Acredito que não, mas não podemos responder pela torcida, mas temos jogadores experientes e maduros. Foi um acontecimento lamentável, mas ficou dentro de campo e não voltará a acontecer. Agora não temos como responder pela torcida, se vai ter algum revide – disse.  

Outras postagens...

Em nova goleada na Copa Verde, Manaus massacra Atlético-AC e vai às quartas de final

Paulo Rogério

Tarumã promove jogadores da base para Série B do Barezão

Paulo Rogério

Why Hasn’t A Woman Run The New York Times Styles Section

Paulo Rogério

Leave a Comment

العربية简体中文EnglishFrançaisDeutsch日本語PortuguêsEspañol